Você já tem estratégias de vendas para o seu e-commerce? Caso a resposta seja negativa, está na hora de repensar sobre isso. 

Somente em 2020, o mercado digital bateu novos recordes, crescendo 56,8% em meio a pandemia, segundo pesquisa da ABComm. O aumento foi registrado entre os meses de janeiro a agosto, mostrando um cenário bastante favorável para lojas virtuais. 

Isso não aconteceu apenas por conta do cenário atual, afinal os e-commerces não param de crescer há bastante tempo. Só que para impulsionar seus resultados, é preciso usar as estratégias certas. 

Neste texto, listei 7 ideias que podem ser aplicadas no seu e-commerce visando mais vendas! Vamos conhecê-las? Continue a leitura. 

7 estratégias de vendas para e-commerce que você precisa conhecer

Para que o seu e-commerce alcance mais pessoas e, consequentemente, aumente o número de vendas, é necessário ter um plano estratégico. 

É através dele que você será encontrado no meio online com facilidade e mostrará ao público seu trabalho. Até porque, quem não é visto, não é lembrado, não é verdade?

O melhor caminho é investir em marketing digital, cujos resultados são rápidos e assertivos. A seguir, separamos estratégias de marketing que são ideais para o e-commerce e podem te ajudar a vender: 

1) Tráfego pago

A compra se torna difícil quando o usuário desconhece sobre a loja, por isso é interessante investir em estratégias para divulgação. É aqui que entram as campanhas de tráfego pago que levam o seu e-commerce até possíveis compradores. 

O tráfego pago engloba os anúncios no Google e redes sociais em diversos formatos. Só no Google são 3 diferentes canais: Shopping, Display e Search. E você tem ainda outras alternativas para as campanhas:

  • Youtube;
  • Facebook; 
  • Instagram;
  • Taboola;
  • Bing.

Por sua vez, as campanhas são feitas de maneira segmentada, aumentando as chances de compra. Ao pesquisar por “tênis de corrida” no Google, por exemplo, o usuário é impactado por anúncios entre os resultados. Um destes pode ser da sua loja!  

Além da segmentação, as campanhas de tráfego também permitem ações de remarketing. Esse é um reforço para lembrar o usuário do seu produto e incentivar a compra.

2) SEO

Search Engine Optimization ou simplesmente SEO são práticas para melhorar o ranqueamento de sites em páginas de busca. 

Quando você realiza uma pesquisa em buscadores, os primeiros resultados não aparecem para à toa. Por trás de cada uma daquelas páginas há técnicas de SEO aplicadas visando justamente esse resultado. 

Para as lojas virtuais, as técnicas de otimização são fundamentais, pois ajudam a destacar sua marca. 

O investimento nessa poderosa estratégia faz com que as lojas atraiam 13,2 vezes mais visitantes. A conversão de visitantes para clientes é 5,7 vezes maior com as práticas, de acordo com o SEO Trends de 2017. 

3) Criação de conteúdo

Você não deve limitar as estratégias de vendas para e-commerce apenas em apresentar promoções e descontos aos clientes. O tráfego pago traz excelentes resultados, mas ele também precisa de apoio e o conteúdo está aí para isso. 

Uma boa estratégia de marketing digital também se preocupa em fazer o público reconhecer sua marca. Isso é feito através da identificação dos usuários com a loja virtual, vínculo que é criado pela e a produção de conteúdo.

Os consumidores ficaram mais exigentes, por isso realizam pesquisas minuciosas antes de decidir pela compra. Normalmente, vão preferir marcas com valores semelhantes aos quais realmente se identificam. 

Você precisa produzir conteúdos de valor para destacar o seu e-commerce. Vale investir na produção tradicional, visando apresentar seus produtos, benefícios que entregam e sanar dúvidas. 

Para adotar a estratégia, a criação de conteúdo pode se dividir entre artigos para o seu site, englobando ainda o SEO. As redes sociais também são bem vindas com posts criados especificamente para o Instagram, Facebook, Linkedin e outras que casem com o perfil do público. 

4) Melhorias na comunicação

O atendimento é primordial para o fechamento das vendas e não acaba depois da compra. Você deve oferecer canais de comunicação em formatos diversos facilitando o contato. 

É através deles que o usuário pode tirar dúvidas e resolver problemas com a sua empresa. O WhatsApp, por exemplo, não deixa de ser um canal de vendas, assim como serve bem para o suporte. 

Ele não é o único que o e-commerce deve oferecer, por isso garanta outras opções como:

  • chats;
  • telefones;
  • e-mail;
  • redes sociais;
  • entre outros. 

Lembra-se: não basta apenas ter os canais disponíveis, é importante prestar um atendimento ágil e personalizado. 

Tudo isso é feito pensando sempre na satisfação do cliente, mesmo que ele ainda não compre com você. 

5) Influencers

Embora o termo “influencers” seja algo atual, o marketing de influência existe há bastante tempo. Ele é um recurso da publicidade tradicional que usa até hoje nomes de destaque na mídia para criar conexão pessoal com o público. 

A ideia de colocar pessoas reais representando os valores da loja tem o objetivo de fortalecer o relacionamento com o cliente. E costuma ser uma tacada certeira, já que os influenciadores possuem audiência própria e engajada. 

Para ter resultado com a estratégia de vendas é preciso ser assertivo. Buscar influencers que tenham a audiência próxima a que sua marca deseja atingir é o primeiro passo. 

6) Upsell e cross sell

Essas estão entre as estratégias de vendas mais recomendadas para para melhorar os resultados do e-commerce. 

Na maioria das vezes, os clientes que compram em lojas virtuais não estão fidelizados. Isso significa que uma nova compra pode demorar a ocorrer, é onde entram os termos:

  • Venda cruzada, o cross sell;
  • e upgrade, também conhecido como upsell.

As práticas têm o objetivo de aumentar os valores médios dos pedidos, onde a loja virtual acaba faturando mais. Também ampliam a vida útil do cliente com a marca, uma vez que ocorre um incentivo para mais compras. 

Provavelmente você como consumidor já tenha esbarrado nesses conceitos, sem nem se dar conta. 

Um bom exemplo são os fast-food que vendem itens complementares em seu cardápio. No cross sell você compra o hambúrguer e o complementa com refrigerante e batata frita, formando um combo. Enquanto no upsell o cliente gastará mais comprando o mesmo item. Ele tem a alternativa de tomar um milk-shake de 300ml ou um de 500ml, cujo valor é mais elevado. 

7) Marketplace

O marketplace é uma das estratégias de vendas que você pode apostar tendo um e-commerce. Basicamente, são grandes lojas virtuais que servem de vitrine para os lojistas menores. 

O e-commerce fornece a plataforma completa para vendas, onde os lojistas podem expor seus produtos a um elevado número de usuários. 

A Americanas, por exemplo, recebeu mais de 200 milhões de visitantes em 2019.

A presença nesses espaços é vantajosa, visto que os produtos são vistos por muitas pessoas. Desta forma, as chances de uma venda acontecer são mais altas.

Tal como a Americanas, o MercadoLivre e a Shopee são exemplos de marketplace bastante conhecidos pelo público. 

Por que preciso investir em estratégias de vendas para o meu e-commerce?

Não é segredo para ninguém que o marketing digital tem colaborado para o crescimento de diversas empresas. Através de suas estratégias é possível alcançar mais usuários de maneira rápida e segmentada. 

O marketing transforma a empresa, tornando-a conhecida e possibilitando a criação de uma base fiel de clientes. O retorno sobre o investimento das estratégias de vendas para o e-commerce é maior comparado a outras ações. Fora o custo para adotar essas estratégias que é mais acessível que o marketing tradicional. 

Algumas vantagens que o estratégias digitais possibilitam são:

  • acompanhamento dos resultados em tempo real;
  • realizar ajustes e otimizações nas campanhas sempre que necessário e de maneira assertiva;
  • atingir pessoas com real interesse pelos seus produtos e em maior número. 

Então, fica fácil entender porque apostar em estratégias de marketing pode ser a solução para o crescimento do seu e-commerce. 

Para ter sucesso com essas estratégias de vendas para e-commerce, você vai precisar do suporte de uma agência especializada em marketing digital. E é aqui que a TECHD entra!

Está pronto para virar a chave do seu e-commerce? Basta clicar no botão para agendar um bate-papo com nosso estrategista.